Site Overlay

Os principais tipos de doenças de sangue para ficar atento

O sangue desempenha um papel muito importante no corpo humano. Sua principal função é transportar oxigênio e nutrientes para os tecidos, além de garantir que o dióxido de carbono seja transportado para os pulmões e que os hormônios atuem em diferentes partes do corpo.

Quais são os principais tipos de doenças de sangue para ficar atento

No entanto, existem doenças do sangue que merecem nossa atenção. A boa notícia é que, se diagnosticados precocemente, podem ser tratados e devidamente controlados.

Em seguida, fique de olho nas principais doenças do sangue, seus sintomas mais comuns e os tratamentos indicados para cada uma. Boa leitura!

Anemia

A anemia é caracterizada por níveis anormais de hemoglobina no sangue. Isso significa que os valores indicados no hemograma são inferiores aos valores considerados normais. Pessoas anêmicas carecem de nutrientes essenciais para o corpo, como ferro, zinco, proteínas e vitamina B12.

Crianças, mulheres grávidas, mulheres que amamentam e adolescentes têm maior probabilidade de desenvolver anemia, cujos principais sintomas são fadiga, palidez e perda de apetite. O tratamento é feito com medicamentos e dieta rica em ferro.

Anemia falciforme

Esse tipo de anemia é menos comum e afeta a produção de glóbulos vermelhos no sangue. A consequência disso é a dificuldade de levar oxigênio a todos os tecidos do corpo.

Os sintomas incluem fortes dores nas articulações, pele pálida, fadiga excessiva, infecções constantes, cálculos biliares, feridas nas pernas e disfunção. Crescimento. Não há cura, por isso deve ser monitorado constantemente pelo médico.

Hemofilia

A hemofilia é o distúrbio causado quando o sangue não coagula adequadamente. A pessoa sangra excessivamente após uma lesão ou lesão.

Grandes hematomas graves, sangramento inexplicável e inchaço nas articulações são os principais sintomas desta doença. O tratamento consiste em injeções de plasma e coagulantes.

Transtorno das plaquetas

As plaquetas atuam no combate à perda de sangue por cortes ou ferimentos. O transtorno ocorre quando eles têm um número maior ou menor em sua produção. Isso aumenta o risco de desenvolver algumas doenças, como: artrite, linfoma ou leucemia (quando as plaquetas estão altas); Lúpus, hiperesplenismo e púrpura trombocitopênica idiopática (quando estão baixos). Parar e evitar medicamentos que causam sangramento são as principais medidas de tratamento para essa doença.

Distúrbio das células sanguíneas

Este distúrbio é uma das doenças do sangue mais importantes. É caracterizada por uma interrupção na produção de glóbulos brancos tanto para mais quanto para menos: um número menor dessas células torna difícil combater infecções no corpo; se o número for maior, pode ser leucemia.

Os profissionais de saúde recomendam um exame pelo menos uma vez por ano para identificar várias doenças do corpo. O hemograma permite prevenir e tratar precocemente as doenças do sangue e assim alcançar uma melhor qualidade de vida.