Site Overlay

Os benefícios da prática de atividade física regular

Todo mundo sabe que a atividade física tem múltiplos benefícios para a saúde e pode melhorar significativamente o funcionamento do corpo, não é? No entanto, os benefícios da atividade física só se tornam tangíveis e perceptíveis na vida cotidiana se levarmos a prática a sério e garantirmos um ritmo semanal regular.

Os benefícios da prática de atividade física regular

A atividade física não pode ser vista como um hobby, mas como um hábito constante, segundo o educador esportivo Felipe Cruz. Assim como comemos, bebemos água e escovamos os dentes todos os dias, precisamos nos exercitar regularmente para que os benefícios surjam, diz Felipe.

Benefícios da atividade física regular

• Melhora nossas estruturas ósseas e musculares

• Reduz a pressão arterial

• Combate o stress (e todos os hormônios ruins ligados a ele)

• Alivia tensão muscular

• Proporciona bem estar psicológico, por nos afastar dos problemas cotidianos

• Age contra doenças como osteoporose, diabetes, risco de infarto

• Aumenta a autoestima• Melhora a postura

• Aumenta a imunidade• Age contra a obesidade• Melhora dores

Prática regular x prática eventual

A principal diferença entre a atividade física regular e ocasional está no processo de adaptação do organismo após o início da atividade física regular. Portanto, quando somos fisicamente ativos, em última análise, corremos o risco de prejudicar o corpo.

“Quando iniciamos uma atividade física, e ela passa a fazer parte da nossa rotina diária, o corpo tende a se adaptar ao esforço físico e, como consequência, traz todos os benefícios citados anteriormente. Já quando fazemos uma atividade física eventual, a cada atividade física, o corpo tende a sofrer mais com dores, inflamações e, até mesmo, com lesões, pois ele entende com uma certa estranheza essa movimentação “fora do normal”, explica Felipe.

Sedentário x ativo

O sedentarismo é definido como a falta de atividade física e inúmeros fatores podem gerá-lo, mas, segundo o educador físico Felipe Cruz, o motivo principal são as reponsabilidades diárias que consomem a maior parte do nosso tempo.

“Como consequência, gera um cansaço que não nos motiva a fazer nenhum tipo de atividade física. Porém, caso você deseje mudar sua situação, o que deve ser feito é procurar a orientação de um profissional para que possa te auxiliar na atividade física escolhida e, preferencialmente, consultar um médico para saber se não existe nenhum tipo de restrição em relação à sua saúde”, afirma.

O verão pede mais prática de atividade física!

Com a chegada do verão, aumenta o interesse das pessoas pela atividade física. Os principais motivos incluem: o calor que você não quer ficar em casa; e a oportunidade de mostrar mais o corpo. Por isso, o professor de EF sugere a prática de atividades físicas ao ar livre preferidas pela época do ano. Assim é possível desfrutar de diferentes lugares, respirar um ar mais limpo e o melhor: estar em contato com o sol, desfrutando de toda a vitamina D que podemos absorver, acrescenta Felipe.

Para treinar No verão, lembre-se de fazer atividade física em horários com menor radiação ultravioleta: pela manhã das 6h às 10h e à tarde das 16h. às 20h00 Além disso, independentemente da estação do ano ou da atividade física que você escolher, você deve se exercitar regularmente, pois com certeza ganhará mais saúde e vitalidade.

Cuidados com exercícios

• Hidrate-se bem e prefira a água! A hidratação antes, durante e depois da atividade física melhora a performance, evita cãibras e ajuda no controle da pressão arterial. Redobre os cuidados no verão, pois transpiramos muito mais!

• Alimente-se antes do seu treino. Escolha boas fontes de carboidratos (batata doce, mandioca, pão integral, macarrão integral, cereais integrais, como o arroz integral) para que não lhe falte energia, e uma boa fonte de proteína.

• Evite frituras ou refeições que contenham muitas gorduras (carnes gordas, leite e ou seus derivados integrais) antes de se exercitar. Isso porque, a gordura retarda o processo de digestão, podendo prejudicar seu desempenho.

• A alimentação depois do treino deve ser adequada ao seu objetivo, uma boa estratégia nutricional pode fazer toda a diferença. Portanto, nada de ficar horas sem comer depois de treinar!