Site Overlay

Entenda melhor o que é mioma e como ele é diagnosticado

Muitas mulheres com potencial para engravidar provavelmente tiveram um mioma. Isto porque, de acordo com estimativas da Sociedade Portuguesa de Ginecologia (SPG), cerca de 80% das mulheres são afectadas pela incidência de miomas – também designados por miomas uterinos ou leiomiomas – com uma prevalência até 40% na fase reprodutiva . Mas afinal, você sabe o que é um mioma?

Entenda melhor o que é mioma e como ele é diagnosticado

Dada a prevalência desse problema, toda mulher precisa saber o que é um mioma e seus sintomas comuns para identificar a doença e buscar o tratamento mais adequado. É por isso que neste artigo cobriremos os tópicos dessas informações para ajudá-lo a saber o que fazer com um possível diagnóstico de mioma. Continue a ler e experimente!

O que é mioma?

É um tumor benigno que se desenvolve a partir do tecido muscular liso do útero. Dessa forma, uma única célula se divide sem inibição e repetidamente até que se torne uma massa sólida que é distinta de outros tecidos. aumenta de tamanho lenta ou rapidamente dentro de alguns meses.

Em geral, o mioma não está diretamente relacionado ao risco de câncer, mas as mulheres que o desenvolveram bem precisam ser monitoradas.

Quais os sintomas mais comuns?

Os miomas podem causar uma grande variedade de sintomas que variam dependendo de sua localização no útero, número e tamanho. Em geral, entretanto, os primeiros sinais a serem considerados são cólicas abdominais aumentadas e sangramento fora da menstruação.

Além desses, outros desconfortos podem aparecer à medida que o mioma se desenvolve, tais como:

  • aumento da duração do período menstrual;
  • sensação de pressão na barriga;
  • prisão de ventre;
  • aumento da vontade de urinar;
  • infecção do trato urinário;
  • dificuldade para engravidar.

Contudo, na maioria dos casos, o mioma pode não apresentar sintomas, fazendo com que a mulher nem desconfie que o tenha.

Como é feito o diagnóstico?

O diagnóstico do mioma é feito por um ginecologista que fica sabendo da história do paciente e realiza um exame físico. Ele pode fazer isso apalpando o abdômen para sentir o contorno do útero e visualizar a área da vagina.

Além disso, para confirmar o diagnóstico, o médico pode solicitar alguns exames de imagem, como:

Ultrassonografia transvaginal

É um teste simples e indolor que permite avaliar e identificar possíveis doenças que podem afetar o aparelho reprodutor feminino. Se houver suspeita de miomas, este procedimento é usado para localizar os nódulos, quantificar seu número e tamanho. Também é possível visualizar o endométrio e ovários para descartar possíveis doenças que podem ocorrer no mesmo período que o mioma.

Histeroscopia

Esse tipo de exame permite visualizar o interior do útero pela inserção de uma sonda que contém uma espécie de câmera. Assim, o médico ginecologista pode diagnosticar o mioma submucoso, além de outras patologias intrauterinas.

Ressonância magnética

Na ressonância magnética, além das informações sobre o volume do mioma e sua localização, pode-se realizar a vascularização e caracterização tecidual e observar seu efeito em outras estruturas pélvicas como bexiga, intestinos e ovários.

Portanto, se o diagnóstico estiver correto, o ginecologista pode indicar o tratamento mais adequado, seja com meios hormonais para diminuir o tamanho do mioma, seja através de cirurgia.

Por isso é importante que a mulher conheça seu corpo e esteja ciente das possíveis alterações, além de um check-up com um médico de confiança.