Site Overlay

Doenças que exigem restrições alimentares

Nossos corpos reagem instantaneamente ao que comemos. Por isso, devemos estar sempre atentos e acima de tudo investir em uma alimentação que se adapte ao nosso perfil e respeite nossas necessidades nutricionais. Isso é especialmente importante nos casos em que a pessoa tem uma doença que requer restrição alimentar. Afinal, a comida pode ter o poder de aliviar ou piorar os sintomas.

Doenças que exigem restrições alimentares

Saiba quais são alguns desses problemas de saúde que exigem um cuidado especial:

Diabetes

De acordo com a Associação Nacional para o Cuidado de Diabéticos, o diabetes é uma doença que resulta da falta de insulina ou da diminuição da capacidade da insulina de realizar suas funções.

Existem dois tipos de doenças. No diabetes tipo 1, o pâncreas para de produzir insulina, os sintomas aparecem repentinamente e o curso clínico é rápido se não for tratado com insulina imediatamente. É mais comum em crianças, adolescentes e adultos jovens. No tipo 2, o pâncreas diminui a produção de insulina ou a insulina que ele produz não é bem usada. Os sintomas têm início lento e podem permanecer assintomáticos por longos períodos. A maior incidência ocorre em pessoas com mais de 40 anos, embora agora seja comum que crianças tenham o problema devido à obesidade (60 a 90% das pessoas com esse tipo de diabetes são obesas).

Intolerância à lactose e alergia ao leite

A intolerância à lactose e a alergia costumam ser confundidas, mas são dois problemas muito diferentes. A intolerância é a incapacidade do sistema digestivo de digerir a lactose devido à falta da enzima lactase, o que leva a um grave desconforto gastrointestinal. Segundo a Agência Brasil, cerca de 40% dos brasileiros têm alguma intolerância à lactose.

A alergia, por outro lado, é uma reação do sistema imunológico às proteínas do leite. A lista de sintomas é extensa e o tratamento vai além da redução do consumo de leite. Vários outros alimentos contêm vestígios de proteínas do leite, por isso é necessário um cuidado especial.

Doença celíaca

A doença, que é caracterizada por intolerância permanente ao glúten, prejudica a absorção de nutrientes vitais como carboidratos, gorduras, proteínas, vitaminas, sais minerais e água pelo corpo.

Uma vez que é uma doença incurável, a doença celíaca é para toda a vida comer sem glúten. Portanto, é importante escolher alimentos que não contenham essa proteína em sua composição, como frutas, verduras, legumes, legumes e carnes, além de substitutos da farinha de trigo.

Saiba quais as melhores alternativas para a. são celíacos e tenha cuidado ao comprar alimentos.

Dislipidemia

A dislipidemia é uma doença caracterizada por altos níveis de gordura no sangue, principalmente colesterol e triglicerídeos. Em excesso, essas gorduras podem levar ao entupimento das artérias e causar ataques cardíacos e derrames. Algumas das causas da dislipidemia são estilo de vida sedentário, dietas com alto teor de gordura e açúcar, obesidade e estresse.

Constipação

É uma síndrome caracterizada por uma diminuição do número de evacuações ou uma sensação de evacuação incompleta. Geralmente ocorre após outros sintomas, como perda de peso inexplicável e até sangramento no ânus. A constipação pode ser causada por alguns fatores, tais como: B. dieta pobre em fibras, baixa ingestão de líquidos, problemas emocionais, estilo de vida sedentário, uso excessivo de laxantes, reações a alguns medicamentos, gravidez, entre outros.