Site Overlay

Como emagrecer: mitos e verdades sobre perder peso

Em um país como o nosso, onde o número de pessoas obesas ou com sobrepeso cresce gradativamente, a batalha com a balança já se tornou um clássico. Nessa luta há desde crianças até idosos, muitos dos quais estão muito preocupados com os problemas de saúde decorrentes dos quilos extras. No entanto, para vencer a batalha, você precisa ter cuidado para não se deixar enganar por dietas que prometem milagres ou seguem comportamentos que podem prejudicá-lo a longo prazo. Na verdade, porém, existem dicas muito simples que podem funcionar juntas neste processo de perda de peso.

Como emagrecer: mitos e verdades

Saiba o que é real e o que é apenas lenda popular nos tão conhecidos conselhos para perder peso rápido

Como emagrecer: mitos e verdades sobre perder peso

1. Deixar de jantar é uma forma saudável de emagrecer?

Mito. É importante fazer pequenas refeições a cada três horas ao longo do dia para acelerar o metabolismo, o que leva a uma maior queima de calorias. Portanto, não é recomendado pular refeições, incluindo o jantar. Nesse caso, deve-se ter cuidado com o tipo de alimento consumido.

2. Óleo de coco emagrece?

Verdade. Embora seja um alimento rico em gordura, é facilmente convertido em energia pelo corpo. É um óleo que prolonga a sensação de saciedade e ajuda a controlar a fome. Recomenda-se consumir cerca de 2 colheres de sopa de óleo de coco diariamente. Mas a estratégia só funciona se for acompanhada por uma alimentação balanceada e atividade física regular. Caso contrário, o efeito pode ser ganho de peso. Também é importante usar a versão nativa, que se move mais rápido.

3. Berinjela emagrece?

Além de ser muito nutritiva, a berinjela ajuda na eliminação de gorduras. Por ser fonte de fibras, também auxilia no bom funcionamento do intestino. Se você quer perder peso, preparar água de berinjela é uma ótima maneira de usar vegetais. Para fazer isso, descasque os legumes e corte-os em cubos e coloque-os de molho em água durante a noite. Misture tudo no liquidificador de manhã, coe e beba ao longo do dia. Mas atenção: esta não deve ser a base da sua dieta, mas sim um suplemento a uma gama variada de nutrientes.

4. Fazer jejum intermitente emagrece?

É claro que você perderá peso se ficar sem comer por 18 ou até 24 horas seguidas. O problema com isso é que menos quilos não podem compensar os problemas de saúde que podem vir com o pacote. E mais: no jejum, o corpo passa a utilizar seus próprios substratos energéticos, como a gordura armazenada no tecido adiposo, a glicose produzida no fígado e o glicogênio muscular. Então, quando o corpo volta a comer normalmente, ele armazena mais gordura. O resultado é o chamado efeito acordeão.

5. Consumir líquidos durante as refeições engorda?

Mito. No entanto, se ingerido em excesso, leva a um estômago dilatado e dificuldade de digestão. Isso reduzirá a sensação de saciedade, o que fará com que mais pessoas sejam comidas. Para quem não resiste a tomar um copo durante as refeições, recomenda-se apenas um copo da bebida.

6. Beber água morna em jejum ajuda a emagrecer?

A medicina oriental diz que a água morna antes das refeições ajuda na digestão e remove as toxinas do corpo, o que evita a inflamação. E, como todos sabemos, quanto mais inflamado está o nosso corpo, mais gordura se acumula. Portanto, é recomendável beber água ao acordar. Mas é claro que a água morna só vai contribuir para a perda de peso se for acompanhada por uma dica de dieta em alimentos saudáveis.

7. Limão em jejum emagrece?

Verdade. O limão é um antioxidante natural, equilibra o pH e tem função diurética. Além disso, a bebida limpa o intestino e ajuda a eliminar o excesso de gordura. A melhor maneira de fazer isso é consumindo: ao acordar, esprema meio limão em um copo de água morna e beba imediatamente, sem adicionar açúcar.

8. Sauna emagrece?

Mito. O que acontece quando a pessoa fica durante um tempo na sauna é que o corpo elimina água por meio do suor. Isso faz com que aconteça uma perda de peso momentânea. No entanto, ao se reidratar, o peso volta ao normal.

9. Quinoa emagrece?

Verdade. A grande quantidade de fibras presente na quinoa auxilia no aumento da saciedade, contribui para o funcionamento regular do intestino e também pode ajudar na redução dos níveis de glicose e colesterol no sangue.

10. Comer à noite engorda?

Mito. O que importa é a quantidade e o que é consumido. O que acontece é que à noite o metabolismo reduz. Por isso, é indicado comer alimentos pouco calóricos e em menores quantidades.

11. As oleaginosas emagrecem?

Verdade. Ao transportar boas gorduras, fibras e sais minerais, ajudam a perder peso e a construir músculos. A amêndoa, por exemplo, é um tipo de óleo de baixo índice glicêmico, o que o torna uma boa opção para quem faz uma dieta que limita o número de calorias consumidas por dia. A castanha de caju, por outro lado, aumenta as taxas de HDL e também contém um aminoácido chamado arginina, que melhora o desempenho na atividade física e a capacidade de recuperação pós-exercício.

12. Dormir mal engorda?

Verdade. Ao deixar de dormir, há um aumento na produção de grelina, substância que dá fome, e diminui a produção de leptina, que reduz a fome. Há ainda um aumento na produção de cortisol, hormônio que leva ao acúmulo de gordura na barriga.

13. Consumir Goji Berry emagrece?

Verdade. Essa superfruta possui vitamina C, que ajuda na queima de gordura, e vitaminas do complexo B, que aceleram o metabolismo. Essa equação atua no ganho de massa magra (músculo) de quem pratica atividades físicas. Além disso, a goji berry possui aminoácidos determinantes para a formação da serotonina, o hormônio que causa a sensação de bem-estar e, logo, reduz a compulsão por doces e carboidratos.

14. Aveia emagrece?

Verdade. A aveia é uma fonte de fibras beta-glutânicas, que se transformam em gel e aumentam a viscosidade dos alimentos no estômago e no intestino delgado. A fibra alimentar garante uma função intestinal regular e saudável. Esse processo também leva a uma digestão prolongada, que controla os níveis de açúcar no sangue e aumenta a saciedade.